Rodízio de postos de trabalho como exigência legal: análise da aceitação e percepção de trabalhadores do abate de bovinos - Archive ouverte HAL Access content directly
Preprints, Working Papers, ... Year :

Job rotation as a legal requirement: analysis of the acceptance and perception of bovin slaughter workers

Rodízio de postos de trabalho como exigência legal: análise da aceitação e percepção de trabalhadores do abate de bovinos

Abstract

This article presents an experience of a participative approach preliminary to the implementation of NR-36, which regulates work in meat and meat products companies. Although the norms provide for worker participation in the processes of implementing job rotation, they do not explain how to do it. The study was developed in the beef slaughtering sector using two complementary methods: observation of the work in loco, in order to select the jobs that are primarily eligible for the rotation, and a survey of the workers' perception of the level of acceptance of the rotation in the selected jobs. At first, 72% of the workers did not accept the rotation. After inclusion and participation in the implementation process, 86% of the workers in the dirty area and 64% in the clean area agreed to the rotation. As evidence of the advantages of the rotation, the variability in the work (30%), learning and gain of experience (40%), changes in movements (35%), and physical rest (32%) stand out. As disadvantages, the fear of accidents (30%) and the fear of change and of the unknown (25%) stand out. We conclude that the participatory approach preliminary to the changes in organizational design contributes to the understanding and perception of workers about the advantages and disadvantages of the rotation, indicating improvement of processes in compliance with legal requirements.
Esteartigo apresentaexperiência de abordagem participativa preliminar à implantação da NR-36, que regula o trabalho em empresas produtoras de carne e derivados. Apesar de a normativa prevera participação do trabalhador nos processos de implantação de rodízio de postos, não esclarececomo fazê-lo. O estudo foi desenvolvido no setor de abatede bovinos utilizando dois métodos complementaresentre si: observações do trabalho in loco, para seleção dos postos prioritariamente elegíveis ao rodízio, elevantamento da percepção argumentada dos trabalhadores sobre o nível de aceitaçãode realização do rodízio nos postos selecionados. A princípio, 72% dos trabalhadores não aceitavam realizar o rodízio. Após inclusão e participação no processo de implantação, 86% dos trabalhadores da área suja e 64% da área limpa concordaram em realizar. Como evidências das vantagensem realizar rodízio, avariabilidade no trabalho (30%), aprendizado e ganho de experiência (40%), mudanças de movimentos (35%) e descanso físico (32%) se destacam. Como desvantagens, sobressaem o medo de acidentes (30%) e o medo da mudança e do desconhecido (25%). Concluímosque a abordagem participativa preliminar às mudanças de desenhos organizacionais contribui na compreensão e percepção dos trabalhadores sobre as vantagens e desvantagens do rodízio, indicando melhoria dos processos no cumprimento das exigências legais.
Fichier principal
Vignette du fichier
2168-Preprint Text-3752-2-10-20210426.pdf (5.05 Mo) Télécharger le fichier
Origin : Files produced by the author(s)

Dates and versions

hal-03223862 , version 1 (11-05-2021)

Licence

Attribution - CC BY 4.0

Identifiers

Cite

Iracimara de Anchieta Messias, Adelaide Nascimento, Raoni Rocha. Rodízio de postos de trabalho como exigência legal: análise da aceitação e percepção de trabalhadores do abate de bovinos. 2021. ⟨hal-03223862⟩
73 View
89 Download

Altmetric

Share

Gmail Facebook Twitter LinkedIn More